e-ISSN: 2446-4775 | ISSN: 1808-9569

Contribuindo para o conhecimento científico sobre Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação em biodiversidade e saúde.

Capa Revista Fitos

Seja um assinante Fitos

Assine a Revista Fitos e receba os lançamentos em seu email.

Assinar

  • Resumo

    Clitoria fairchildiana (sinônimo Clitoria racemosa) é uma árvore da família Leguminosa encontrada em várias regiões brasileiras e possui na sua composição rotenoides de estruturas não usuais. O objetivo do presente trabalho é determinar a atividade antimicrobiana de cinco rotenoides isolados das raízes e sementes da C. fairchildiana. Clitoriacetal, 6-desoxiclitoriacetal, stemonal e stemonona foram isolados das raízes e o 11-desoxiclitoriacetal isolado das sementes por meio de diferentes técnicas cromatográficas e identificados através da análise de dados espectrométricos. A atividade antimicrobiana foi obtida utilizando diferentes meios de cultura e os resultados confirmam a importância da junção do anel B/C e o padrão de hidroxilação dos rotenoides na atividade antifúngica. Este é o primeiro relato de atividades antimicrobianas de rotenoides de Clitoria.

    Artigo

    Texto completo

    PDF (English)
    HTML (English)
  • Referências

    Rando JG, Souza VC. Clitoria in Lista de Espécies da Flora do Brasil. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. 2015. Disponível em: URL: [Link]. Acesso em: 18 Jan. 2016.

    Silva BMS, Môro FV. Aspectos morfológicos do fruto, da semente e desenvolvimento pós-seminal de faveira (Clitoria fairchildiana R. A. Howard. - Fabaceae). Rev Bras Sementes. Londrina. 2008; 30 (3): 195-201. ISSN: 0101-3122. [CrossRef].

    Fantz PR. Ethnobotany of Clitoria (Leguminosae). Econ Bot. 1991; 45 (4): 511-520, 1991. ISSN: 0013-0001. [CrossRef].

    Rizzini CT. Clitoriae brasiliensis (Leguminosae). Arq Jard Bot Rio de Janeiro. 1959-1961; 17: 171-198. ISSN: 0103-2550. [Link].

    Shyamkumar, Ishwar B. Anti-inflammatory, analgesic, and phytochemical studies of Clitoria ternatea Linn flower extract. Int Res J Pharm. 2012; 3 (3): 208-210. ISSN: 2230-8407. [Link]. [CrossRef].

    Santos RAF, David JM, David JP. Detection and quantification of rotenoids from Clitoria fairchildiana and its lipids profile. Nat Prod Commun. 2016; 11 (5): 631-633. ISSN: 1934-578X. [PubMed].

    Silva BP, Parente JP. Anti-inflammatory activity of rotenoids from Clitoria fairchildiana. Phytother Res. 2002; 16 (S1):87-88. ISSN: 1099-1573. [CrossRef].

    Annegowda HV, Bhat R, Tze LM, Karim AA, Mansor SM. The free radical scavenging and antioxidant activities of pod and seed extract of Clitoria fairchildiana (Howard)-an underutilized legume. J Food Sci Technol. 2013; 50 (3): 535-541. ISSN: 0022-1155. [CrossRef] [PubMed].

    Dantzger M, Vasconcelos IM, Scorsato V, Aparicio R, Marangoni S, Macedo MLR. Bowman–Birk proteinase inhibitor from Clitoria fairchildiana seeds: Isolation, biochemical properties and insecticidal potential. Phytochem. 2015; 118: 224-235. ISSN: 0031-9422. [CrossRef].

    Soares GLG, Scalon VR, Pereira TO, Vieira DA. Potencial alelopático do extrato aquoso de folhas de algumas leguminosas arbóreas brasileiras. Floresta e Ambiente. 2002; 9 (1): 119-126. ISSN: 1415-0980. [Link].

    Mathias L, Mors WB, Parente JP. Rotenoids from seeds of Clitoria fairchildiana. Phytochem. 1998; 48 (8): 1449-1451. ISSN: 0031-9422. [CrossRef].

    Silva BP, Bernardo RR, Parente JP. Rotenoids from roots of Clitoria fairchildiana. Phytochem. 1998; 49 (6): 1787-1789. ISSN: 0031-9422. [CrossRef] [PubMed]

    Lin LJ, Ruangrungsi N, Cordell AG, Shieh HL, You M, Pezzuto JM. 6-deoxyclitoriacetal from Clitoria macrophylla. Phytochem. 1992; 31 (12): 4329-4331. ISSN: 0031-9422. [CrossRef]

    Mathias L, Silva BP, Mors WB, Parente JP. Isolation and structural elucidation of a novel rotenoid from the seeds of Clitoria fairchildiana. Nat Prod Res. 2005; 19(4): 325-329. [CrossRef] [PubMed]

    Silva BP, Bernardo RR, Parente JP. Clitoriacetal 11-O-β-d-glucopyranoside from Clitoria fairchildiana. Phytochem 1998; 47 (1): 121-124. ISSN: 0031-9422. [CrossRef]

    Silva BP, Bernardo RR, Parente JP. Rotenoids from seeds of Clitoria fairchildiana. Phytochem 1998; 48 (8): 1449-1451. ISSN: 0031-9422 [CrossRef]

    Shiengthong, D.; Donavanik, T.; Uaprasert, V.; Roengsumran, S. Constituents of thai medicinal plants - III new rotenoid compounds - stemonacetal, stemonal and stemonone. Tetrahedron Lett. 1974; 15 (23): 2015-2018. ISSN: 0040-4039. [CrossRef]

    Vasconcelos JN, Santiago GMP, Lima JQ, Mafezoli J, Lemos TLG, Silva FRL, Lima MAS, Pimenta ATA, Braz-Filho R, Arriaga AMC, Cesarin SD. Rotenoids from Tephrosia toxicaria with larvicidal activity against Aedes aegypti, the main vector of dengue fever. Quim Nova 2012; 35 (6): 1097-1100. ISSN: 0100-4042. [CrossRef]

    Yamamoto I. Mode of action of pyrethroids, nicotinoids, and rotenoids. Annu Rev Entomol. 1970; 15 (1): 257-272. ISSN: 0066-4170. [CrossRef]

    Yenesew A, Derese S, Midiwo JO, Heydenreich M, Peter MG. Effect of rotenoids from the seeds of Millettia dura on larvae of Aedes aegypti. Pest Manag Sci 2003; 59 (10): 1159-1161. ISSN: 1526-4998. [CrossRef]

    Bier O. Microbiologia e Imunologia. 24th ed. São Paulo: Melhoramentos; 1985. ISBN-13: 978-8522471416.

  • Histórico do artigo

    • Data de submissão:
    • Data de publicação:
  • Licença


    1. DIREITOS CEDIDOS - A cessão total não exclusiva, permanente e irrevogável dos direitos autorais patrimoniais não comerciais de utilização de que trata este documento inclui, exemplificativamente, os direitos de disponibilização e comunicação pública da OBRA, em qualquer meio ou veículo, inclusive em Repositórios Digitais, bem como os direitos de reprodução, exibição, execução, declamação, recitação, exposição, arquivamento, inclusão em banco de dados, preservação, difusão, distribuição, divulgação, empréstimo, tradução, dublagem, legendagem, inclusão em novas obras ou coletâneas, reutilização, edição, produção de material didático e cursos ou qualquer forma de utilização não comercial.

    2. AUTORIZAÇÃO A TERCEIROS - A cessão aqui especificada concede à FIOCRUZ - FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ o direito de autorizar qualquer pessoa – física ou jurídica, pública ou privada, nacional ou estrangeira – a acessar e utilizar amplamente a OBRA, sem exclusividade, para quaisquer finalidades não comerciais, nos termos deste instrumento.

    3. USOS NÃO COMERCIAIS - Usos não comerciais são aqueles em que a OBRA é disponibilizada gratuitamente, sem cobrança ao usuário e sem intuito de lucro direto por parte daquele que a disponibiliza e utiliza.

    4. NÃO EXCLUSIVIDADE - A não exclusividade dos direitos cedidos significa que tanto o AUTOR como a FIOCRUZ - FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ ou seus autorizados poderão exercê-los individualmente de forma independente de autorização ou comunicação, prévia ou futura.

    5. DIREITOS RESERVADOS - São reservados exclusivamente ao(s) AUTOR(es) os direitos morais sobre as obras de sua autoria e/ou titularidade, sendo os terceiros usuários responsáveis pela atribuição de autoria e manutenção da integridade da OBRA em qualquer utilização. Ficam reservados exclusivamente ao(s) AUTOR(es) e/ou TITULAR(es) os usos comerciais da OBRA incluída no âmbito deste instrumento.

    6. AUTORIA E TITULARIDADE - O AUTOR declara ainda que a obra é criação original própria e inédita, responsabilizando-se integralmente pelo conteúdo e outros elementos que fazem parte da OBRA, inclusive os direitos de voz e imagem vinculados à OBRA, obrigando-se a indenizar terceiros por danos, bem como indenizar e ressarcir a FIOCRUZ - FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ de eventuais despesas que vierem a suportar, em razão de qualquer ofensa a direitos autorais ou direitos de voz ou imagem, principalmente no que diz respeito a plágio e violações de direitos.

    7. GRATUIDADE - A cessão e autorização dos direitos indicados e estabelecidos neste Instrumento será gratuita, não sendo devida qualquer remuneração, a qualquer título, ao autor e/ou titular, a qualquer tempo.

Feedback